sexta-feira, 26 de março de 2010

Na embolada do tempo...


Embolada do tempo
Alceu Valença

Você quer parar o tempo
E o tempo não tem parada.
Você quer parar o tempo,
O tempo não tem parada.

Eu marco o tempo
Na base da embolada,
Na rima bem ritmada
Do pandeiro e do ganzá.

Você quer parar o tempo
E o tempo não tem parada.
Você quer parar o tempo,
O tempo não tem parada.

O tempo em si
Não tem fim, não tem começo.
Mesmo pensado ao avesso
Não se pode mensurar.

Você quer parar o tempo
E o tempo não tem parada.
Você quer parar o tempo,
O tempo não tem parada.

Buraco negro:
A existência do nada;
Noves fora, nada, nada,
Por isso nos causa medo.

Tempo é segredo,
Senhor de rugas e marcas
E das horas abstratas
Quando paro pra pensar.

Esses brilhantes versos do álbum "Na embolada do tempo" do pernambucano Alceu Valença falam de um fator que preocupa muita gente: O TEMPO. Vivemos numa sociedade movida por objetivos de curto prazo, metas a cumprir... E o indivíduo sente-se sufocado, com a sensação de que as 24 horas por dia é pouco para muitas coisas que se tem por fazer... Pressionados pela correria e com medo de não perderem o emprego, muitos perdem tempo ao fazer o que não gostam. Outros, mesmo tendo tempo de sobra, acabam "gastando seu tempo" em futilidades e, depois, se queixam por não terem feito algo de importante, sentem um vazio... Acredito que o lazer, assim como a comida, a moradia, dentre outras coisas, é importante para que o indivíduo seja feliz. Mas só isso não basta. Acredito, também, que cada um de nós temos uma missão: cabe a cada um descobrir qual a sua missão. Seremos bem mais felizes quando gastamos um pouco do nosso tempo, com boa vontade, PELO BEM DE TODOS, PELA JUSTIÇA E PELA PAZ!...

quarta-feira, 17 de março de 2010

Fala, poeta! "Mãos dadas"

Mãos dadas
Carlos Drummond de Andrade
Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considere a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos.
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.
Não serei o cantor de uma mulher, de uma história.
Não direi suspiros ao anoitecer, a paisagem vista na janela.
Não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida.
Não fugirei para ilhas nem serei raptado por serafins.
O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,
A VIDA PRESENTE.

segunda-feira, 8 de março de 2010

MULHER, O TEU DIA É HOJE!


Prepara-te...
O dia vai raiar
e logo terás que segurar
as rédeas do mundo novamente.
Corre...

Aguardam teu sorriso, teu colo,
teus conselhos que nunca falham,
tua crença quase infantil na vida,
tua intuição,
teu amor que tende apra o infínito.

O dia está apenas começando...
Vais precisar de garra
pra dividir, pra conquistar,
para ser sempre mais que uma
onde chegar.

Vamos...
Apresse o passo.
A vida te espera.
O "não" anseia transformar-se em "sim",
o dia é hoje, ainda há o que cativar,
terrenos férteis por onde terás de caminhar.

O tempo passa depressa demais...
Agarra tua chance de mostrar
que nada há de mais perfeito
que a tua graça herdada
para a tarefa de modelar o mundo.

Acredite...
Tu és mulher e podes tudo
porque tens tua força gerada
na mansidão do amor.