domingo, 24 de junho de 2012

Ecumenismo: "organizando a nossa casa", crendo diferente, unidos pelo amor!

Chamamos de ecumenismo a busca da unidade entre as Igrejas cristãs. Quando estão envolvidas outras religiões o processo de entendimento mútuo se chama diálogo interreligioso. Cristãos de diferentes Igrejas são praticantes da mesma religião. Têm uma base comum. Pertencem à mesma grande família de fé.
Temos boas razões para sermos ecumênicos: 
  • Jesus pediu a unidade de seus discípulos e discípulas (João 17,21);
  • Igrejas que se agridem mutuamente prejudicam a pregação do evangelho aos que não creem;
  • O mundo precisa dessa demonstração concreta de que a paz é sempre possível;
  • Igrejas unidas têm mais força para defender a justiça e realizar obras importantes na caridade;
  • Ter amigos é melhor e mais bonito de que ter competidores.
Quatro campos complementares de ecumenismo: 
  • Na vida: são as boas relações de amizade entre pessoas de Igrejas diferentes;
  • Na ação social: são os trabalhos em conjunto para socorrer os necessitados e lutar pela justiça;
  • Na oração: são as celebrações e preces feitas em conjunto ou orações pessoais pela causa da unidade;
  • No diálogo teológico: são os estudos sobre doutrina realizados por teólogos de várias Igrejas, trabalhando juntos na busca de melhores modos de tratar as divergências.
Espiritualidade ecumênica 

O ecumenismo exige um coração voltado para a paz e a valorização do outro. Não basta realizar ações ecumênicas, é preciso ter de fato a espiritualidade do diálogo. Essa espiritualidade exige o cultivo de muitas qualidades, como por exemplo:
  • esperança
  • amor à paz
  • humildade
  • capacidade de ouvir
  • paciência
  • discernimento
  • lealdade
  • alegria ao ver o bem
  • respeito ao outro
Se tivermos essas qualidades não seremos só ecumênicos.
Seremos pessoas melhores!
Uma orientação que pode ajudar:
No essencial: a unidade.
No que é próprio de cada Igreja: a liberdade.
Em tudo: a caridade e a fidelidade a Jesus!

Nenhum comentário: