terça-feira, 8 de dezembro de 2009

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS




No dia 10 DE DEZEMBRO, é comemorado o 61º aniversário de proclamação da DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS. O termo "Direitos Humanos" é cheio de preconceitos por parte de muitos que ainda não cultivam, no seu dia-a-dia, a cultura da paz. E a razão disso é que estamos numa cultura que prega a violência, o desprezo pela vida humana (especialmente daqueles grupos que, socialmente, são vistas como inferiores: mulheres, pobres, negros, indígenas, idosos, camponeses, etc.), o consumismo e o imediatismo. Além disso, faltam debates sérios acerca dos desrespeitos aos direitos das pessoas e de soluções necessárias e adequadas para a superação dos problemas do nosso cotidiano. Através deste ABC, colhido no sítio do DHNet, quero transmitir a todos que me visitam este espaço, de forma lúdica, o que são "Direitos Humanos".

Nota: a autoria do ABC a seguir não é do Ziraldo (autor do cartaz acima).


ABC BASEADO NA
DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS
DIREITOS HUMANOS


A Humanidade avançou
ao ter a DECLARAÇÃO
UNIVERSAL DOS DIREITOS
HUMANOS... Pena é que não
seja cumprida essa Lei
de alto sentido cristão.


Bonitos são os dizeres.
diversa a realidade.
Pois, se "todos nascem livres
e iguais em dignidade
e direitos"... faltam Amor,
Justiça, Fraternidade...


Cor ou sexo, raça ou língua,
religião, credo, enfim
nada deve empecilhar
possa o ser humano, assim,
de gozar de seus direitos,
que lhe são sagrados, sim.


Direito à vida, direito
à liberdade e, afinal,
direito que lhe garanta
segurança pessoal.
Como ter esses direitos
na Injustiça Social?


E como servo ou escravo
ninguém pode ser mantido.
Toda escravidão é crime.
Para sempre é proibido
o vil tráfico de escravos,
em todo e qualquer sentido.


Fazer alguém padecer
tortura, cruel castigo,
tratamento desumano,
degradante, que em perigo
ponha a pessoa, condena
desta Lei o 5º artigo.


Garante a DECLARAÇÃO
o direito ao humano ser
de como pessoa humana
em qualquer lugar se ver
reconhecido, perante
a lei, onde possa haver.


Haja Eqüidade, Justiça
em todos os tribunais
garantindo a todos os
direitos fundamentais,
sanando arbitrariedades,
contra os atos ilegais.


Ilegal é ser alguém
arbitrariamente preso
ou detido ou exilado.
Que a Justiça mostre o peso,
sendo livre e imparcial,
e o direito saia ileso.


Jamais se puna o inocente.
Que conte todo acusado
com garantias da lei
pra não ser injustiçado.
Nunca exceda à lei a pena
na punição do culpado.


Lar é recinto sagrado
que a lei não violará.
Família, vida privada
e a correspondência há
de a lei lhes dar proteção.
A honra respeitará.


Mulheres e homens possuem
o direito de ir e vir,
e em qualquer lugar do mundo
são livres de residir,
podendo, à sua vontade,
em qualquer tempo sair.


Não se negue ao ser humano
asilo em qualquer país,
sempre que for perseguido
pelo que pensa e o que diz.
Respeitadas exceções
por crimes e atos vis.


O direito de casar-se
É do homem e da mulher,
fundando a sua família
sem empecilhos quaisquer
pela vontade de ambos,
cumprindo o humano mister.


Propriedade é direito
quando bem adquirida.
A que vem da exploração,
em prejuízo da vida,
deixando os outros sem nada,
não deve ser permitida!


Qualquer um tem o direito
de crer e manifestar
a sua religião
do jeito que mais gostar.
Também de não ter nenhuma,
sem que o possam condenar.


Respeite-se a liberdade
de pensar e de opinar
transmitir informações
e as idéias expressar
seja de que forma for,
neste ou naquele lugar.


Sagrado seja o direito
de se reunir em paz.
Que ninguém seja obrigado
a associar-se, se faz
questão de lutar sozinho,
uma vez que isso lhe apraz.


Todo o homem tem o direito
de ao governo ter acesso.
Só a vontade do povo
é que garante o progresso.
Sem eleições democráticas
só se espera o retrocesso.


Um ser humano que não
tem direito à segurança,
bens sociais, culturais,
dignidade, abastança
o nível de humanidade
desejado não alcança.


Vida digna, trabalho
que lhe garanta o sustento.
Justa remuneração.
Seja o sindicato isento
de pressões, perseguições,
pelegos, constrangimento.


Xis É "para quem trabalha "
ter o seu repouso e, perto
o lazer, a diversão,
as férias no tempo certo.
Trabalhar, mas descansar,
sempre pela lei coberto.


Zelar pelo cidadão
a sociedade deve:
dar saúde e bem estar
e tudo o mais que se inscreve
no direito de viver...
que aqui só toquei de leve...

Nenhum comentário: