sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

DICA CULTURAL EM SÃO PAULO - Artes natalinas


Para quem mora na Grande SP, uma boa dica é visitar o Convento São Francisco, próximo à Estação Sé do Metrô (centro da capital) e contemplar os presépios da 20ª Exposição Franciscana. Para saber mais, clique aqui. A seguir, curiosidade sobre esta arte.

 Presépio: expressão artística do nascimento de
Jesus de Nazaré

Depois da morte de Jesus, crucificado, os cristãos passaram a render homenagens ao seu martírio e à sua ressurreição, celebrados na Páscoa.

Dizem alguns historiadores que foi só no ano de 1223 que se comemorou pela primeira vez o seu nascimento. A idéia foi de uma personalidade polêmica e extremamente importante na história do cristianismo: Francisco de Assis. Sentindo o fim de seus dias na terra próximo, solicitou a um amigo, Frei Leão que preparasse a festa.

Convidou o Irmão Egídio para ser José e a irmãzinha Agnes, da Ordem das Clarissas, para representar Maria. Afirmou que a escolhia devido a seu nome. Agnes: cordeiro. A mansidão. Chamou pastores para estarem na gruta em contemplação. E alguns noviços da Porciúncula para fazerem o papel de Anjos.

Dessa forma, quando chegou ao local estava tudo pronto. No meio de um bosque, em uma clareira, haviam construído uma manjedoura, na qual pousava uma criança recém-nascida, filho de um habitante do lugar, e lá estavam a vaca e o jumento, conforme a tradição. O povo veio ver tudo em clima de festa e Francisco orou de joelhos junto ao presépio.

Desde esse dia passou a ser comemorado o Natal e construídos presépios. Foram necessários 1223 anos para que a cristandade comemorasse, em festa, o nascimento de Cristo, a Luz sobre a Terra.

Nenhum comentário: